Agende sua consulta: (21) 3473-9737 / 9222-2309
  • VTEM Image Show

    Odontogeriatria

  • VTEM Image Show

    Odontopediatria

  • VTEM Image Show

    Clínica Geral

  • VTEM Image Show

    Clareamento Dentário

  • VTEM Image Show

    Implantes Dentários

  • VTEM Image Show

    Disfunções de ATM

  • VTEM Image Show

    Periodontia

  • VTEM Image Show

    Day Spa Treatment

  • VTEM Image Show

    Odontologia Estética

  • VTEM Image Show

    Endodontia

  • VTEM Image Show

    Próteses Dentárias

  • VTEM Image Show

    Ortodontia

  • VTEM Image Show

    Cirurgias Bucais

Amamentação e crescimento facial da criança

De todos os benefícios que conhecemos sobre a amamentação, existe um que costuma ser esquecido: A relação entre o aleitamento materno e o desenvolvimento facial.

A amamentação é o primeiro exercício da musculatura facial (lábios, língua e bochechas) do recém-nascido. E devemos lembrar que o trabalho muscular estimula o crescimento ósseo.

A amamentação estimula o desenvolvimento dos maxilares.Durante a sucção o bebê é obrigado a :

1.        Manter os lábios firmemente colados ao seio materno para evitar o vazamento do leite, isso promove o fortalecimento da musculatura labial que vai ser responsável pelo vedamento labial passivo no futuro (dormir de boca fechada, por exemplo).

2.        Usar a língua para deglutir estimulando o crescimento transversal (largura) do maxilar superior e a maturação da musculatura lingual (evitando problemas na fala e deglutição).

3.        Levar a mandíbula (arcada inferior) para frente e para trás repetidamente para “ordenhar” o seio materno estimulando o crescimento ântero-posterior da mandíbula (ou seja, o queixo da criança cresce para frente).

E ainda precisa respirar pelo nariz ao mesmo tempo. Isso estimula o desenvolvimento das fossas nasais e seios maxilares garantindo uma passagem mais ampla para o ar no futuro.

Um bom desenvolvimento das vias respiratórias afasta a chance da criança se tornar uma respiradora bucal.

Por isso, crianças amamentadas têm menos chances de ter atresia da maxila (arcada superior estreita), mordida aberta, travamento mandibular (queixo pequeno) e apinhamentos (falta de espaço para os dentes), entre muitos outros problemas.Este tema é muito extenso e merece uma atenção especial por parte dos pais.

É preciso que fique claro que muitos dos problemas de desenvolvimento facial das crianças podem ser evitados com o aleitamento materno.

Mães com dificuldades de amamentar podem procurar ajuda com profissionais de fonoaudiologia para evitar a interrupção deste estímulo ao desenvolvimento da face do recém nascido.

Se a amamentação não foi possível ou foi feita por um período muito curto, é importante a avaliação na necessidade de ortopedia facial, com a criança em crescimento.